10 mitos da caixa de areia de gato

10 mitos da caixa de areia de gato

10 mitos da caixa de areia de gato

Os gatos têm um ritual extraordinário para ir ao sanitário: conhecem o cheiro da areia, ascendem lentamente na caixa, escolhem um recinto, escavam um pouco mais, escolhem um lugar, precisam, se escondem, sentem, saem da caixa, cheiram de novo e vão limpar.

É muito importante para eles esconder fezes e urina porque eles têm um cheiro forte e podem atrair predadores.

Este é um comportamento mais natural que deve ser respeitado e incentivado a ter um gato em boa saúde mental e fisicamente.

Muitos dos problemas de necessidade extraviados só podem ser evitados com o arranjo adequado da caixa de areia.

Sempre que tiver dúvidas, lembre-se do ritual da caixa de areia e veja se dá ao gato tudo o que ele precisa para fazê-lo.

1 – Tamanho
Para gatos, uma pequena caixa de areia é tão ruim quanto um ônibus ou um avião de banheiro para nós.

É importante que você possa se virar sem bater nas laterais e ter a liberdade de movimento para cavar sem ter que sair da caixa.

10 mitos da caixa de areia de gato

2 – Areia
Gatos gostam de cavar, sentir areia em apuros, fazer um pequeno monte. Se não, provavelmente não gosta da areia que usa.

Não há material universal que agrade a todos os gatos, mas a maioria prefere areias finas que não danificam as pernas e têm uma textura que facilita a escavação.

A questão é que a areia não cheira e não levanta poeira (o pó de areia de sílica é o pior de todos para o pulmão – e o nosso).

3 – Localização
Parecido conosco, os gatos têm uma ótima noção de limpeza e odeiam alimentar ou repousar perto de onde fazem suas necessidades.

De preferência, a caixa de areia deve estar em uma sala onde estão comida, água e passeios.

Uma solução que geralmente funciona para quem mora em apartamentos pequenos é colocar a caixa no banheiro.

10 mitos da caixa de areia de gato

4 – Cobertura
Para nós, parece uma ótima idéia cobrir a caixa de areia e escondê-la em um canto escuro da casa. No entanto, para gatos, tampas de caixas de areia são as mesmas que banheiros químicos para nós.

Além de serem estreitas, essas caixas têm um cheiro extremamente forte dentro.

Se você tem um filtro de carbono, uma tela para drenar o xixi ou, pior, grades para girar a caixa e peneirar através da areia, essas coisas apenas impedem que o cheiro saia da caixa.

5 – Sujeira
É extremamente irritante para humanos ou gatos chegar ao banheiro e descobrir que alguém já usou antes de você e não puxou o download.

A diferença é que gatos não podem puxar o ralo, temos que fazer isso por eles.

Manter a caixa de areia limpa também é importante para sua saúde, pois pode acumular amônia, moscas e bactérias.

Colete banquinhos o mais rápido possível e evite deixar a areia umedecer – imagine que é chato ter que andar sem sapatos!

10 mitos da caixa de areia de gato

6 – Ter que dividir
A regra de ouro é: tenha uma caixa de areia para cada gato da casa e mais um.

Gatos adoram privacidade e nunca dividiriam o banheiro em um ambiente natural.

7 – Pouca acessibilidade
Quando você faz suas próprias necessidades, o gato fica vulnerável.

Porque isso, especialmente em casas com mais de um animal, é importante que você possa entrar e sair da caixa rapidamente, se necessário.

Análise assim: “Se outro gato vem te incomodar, tem uma saída ou vai ficar encurralado?”, é fácil de solucionar: basta evitar por a caixa no canto, mudar na diagonal ou se apartar de algumas paredes.

10 mitos da caixa de areia de gato

8 – Areia pequena
Todo o ritual do recipiente envolve esconder as necessidades, por isso é extremamente importante que o gato tenha areia suficiente para fazê-lo.

Tente diferentes quantidades para ver o que o seu peludo prefere.

9 – Coisas presas ao seu cabelo e pernas
É chato sair do banheiro com um pedaço de papel preso ao sapato, imagine o quanto pior não sairia com algo ligado diretamente ao corpo.

Uma maneira de evitar isso é manter a caixa limpa o tempo todo.

Gatos também são perturbados pela areia nos cabelos e pernas, especialmente cabelos longos.

Neste caso, mudar a areia é a melhor maneira, mas também pode ser útil colocar um ata na saída da caixa que serve para segurar o grão ou umidade das pernas.

10 mitos da caixa de areia de gato

10 – Falta de atenção em caso de necessidades especiais
Para filhotes, idosos, doentes ou pessoas com mobilidade reduzida, são necessários mais ajustes. Para esses animais, é melhor que a borda da caixa seja muito pequena.

Gatos mais velhos podem preferir areias mais finas e, em menor grau, podem ser capazes de firmar suas patas.

Gatos doentes ou feridos podem preferir a caixa mais próxima de onde estão. Todo gato é um gato, parece peludo para entender o que precisa.

10 mitos da caixa de areia de gato

ARTIGOS RELACIONADOS

E aí ? O que você achou desse post ? Te ajudou ? Deixa nos comentários sua opinião !! 

 

Você gosta de animais ? Gosta de saber dicas pra melhor cuidá-los ? Gosta de ficar sempre antenado com notícias a respeito deles? Então curta nossas fanpages e faça parte do nosso time PRO PETS:

Laços para Pet

Pets Bagunceiros

Terra Dos Gatos

Você gosta de RECEITAS ? Também temos nossas fanpages com publicações diárias de diversas receitas, da uma olhadinha:

Receita Para O Dia a Dia

Apaixonados Por Espetinhos

Churrasqueada Inesquecível

Curso Online De Pizzaiolo

Espetinhos E Churrascos Club

Deixe uma resposta

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies
error: O conteúdo está protegido !!