Biden defende Major após tirar pet da Casa Branca: ‘é um cachorro doce’

Major está passando por um treinamento e não foi banido da Casa Branca. A afirmação é do presidente americano, Joe Biden, que saiu em defesa do cachorro durante entrevista ao Good Morning  America, da rede de televisão ABC.

O pastor-alemão de 8 anos foi levado para a casa da família Biden em Delaware após  comportamento agressivo na residência oficial.

Major —o primeiro cão de abrigo a viver na Casa Branca— tem a companhia do outro pastor alemão do presidente, Champ, de aproximadamente 13 anos. Ambos haviam se mudado para a Casa Branca em janeiro.

Ao falar à emissora na quarta (17), Biden  minimizou o episódio agressivo, disse que Major “não mordeu ninguém e penetrou a pele” e que ele reage para se defender, diante de tantas pessoas estranhas na residência oficial.

“Mas ele é um cachorro doce”, afirmou, acrescentando que 85% das pessoas amam o cachorro.

No começo do mês, a secretaria de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse que os cães ainda estão se acostumando com o ambiente e que a viagem já estava prevista antes do episódio envolvendo Major.

À emissora, Biden disse os cães foram levados para a casa da família porque ele ficaria fora da residência oficial por dois dias e a esposa, quatro. “Então nós o levamos para casa.”

*

Siga o Bom Pra Cachorro no Facebook, no Instagram ou no Twitter.

Quer ver a história do seu pet publicada ou quer sugerir reportagem? Mande para bompracachorroblog@gmail.com  ou marque no Instagram

//platform.twitter.com/widgets.jshttps://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido !!