Cães de Biden voltam para Delaware após comportamento agressivo de Major na Casa Branca

Os dois cães do presidente americano, Joe Biden, foram levados para a casa da família em Delaware, na semana passada, após um dos pets —o famoso Major— apresentar comportamento agressivo na Casa Branca.

Ainda não está claro o que de fato aconteceu. Uma fonte disse à CNN americana que o pastor alemão mordeu um integrante da segurança.

Nesta terça (9), a secretaria de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse que os cães ainda estão se acostumando com o ambiente e que voltarão em breve para a residência oficial. Afirmou ainda, segundo o New York Times, que a viagem já estava prevista antes do episódio envolvendo Major.

Major, 3, foi adotado pela família Biden em novembro de 2018 e foi celebrado por ser o primeiro cão de abrigo a viver na Casa Branca. Segundo a CNN, o cachorro é descrito como agitado –costuma latir e pular nas pessoas.

Já Champ, também da raça pastor alemão, tem aproximadamente 13 anos e é bem tranquilo.

Os dois peludos haviam se mudado para a Casa Branca em janeiro e foram os primeiros pets no local desde Bo e Sunny, da família Obama. Donald Trump não teve animais de estimação.

Biden é apaixonado pelos pets. No mês passado, o democrada publicou em rede social foto com os dois peludos no Salão Oval. A legenda lembrava que poucas pessoas têm o privilégio de entrar no local.

*

Siga o Bom Pra Cachorro no Facebook, no Instagram ou no Twitter.

Quer ver a história do seu pet publicada ou quer sugerir reportagem? Mande para bompracachorroblog@gmail.com  ou marque no Instagram

//platform.twitter.com/widgets.jshttps://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido !!