Cães surfistas brasileiros participam de competição virtual; conheça vencedores

Os premiados cães surfistas brasileiros Bono, Parafina e Maya conquistaram mais um pódio —mas, desta vez, em uma competição virtual.

Inédita no país, a iniciativa realizada em meio à pandemia pela marca Amore Di Cane ocorreu no domingo (29) e definiu os campeões nas categorias duplas e solo.

A partir de diferentes cidades, cada competidor enviou três ondas filmadas, além da onda solo, que foram avaliadas pelo público e personalidades convidadas para a bancada. O julgamento levou em conta o grau de dificuldade, tamanho da onda, o posicionamento dos cães, simpatia, diversão e criatividade da dupla durante as performances. Segundo os organizadores, os quatro finalistas da categoria Solo esbanjaram atitude nas ondas. O título foi para Maya, 4, da raça boiadeiro australiano, que surfa no Espírito Santo.

Empurrada pelo tutor, Gilsinho Moraes, ela pegou a parede da onda e segurou por duas vezes o “back wash”, que quase a derrubou da prancha. Além do novo título, sua premiação será um ano de ração grátis oferecida pela marca. O santista Parafina terminou com o vice-campeonato, seguido de seu conterrâneo Areia, na terceira posição, e o carioca Bono em quarto lugar.

A disputa nas duplas reuniu também os quatro finalistas da categoria solo, só que com a presença de seus tutores na bateria final.

Considerados como uma das melhores duplas na modalidade Surf Dog e com cinco títulos mundiais, o labrador Bono, 10, e o tutor, Ivan Moreira, do Rio de Janeiro, foram os grandes campeões do 1º Amore Di Cane Surf Dog 2020. Eles levaram um prêmio de R$ 3.000.

O idosinho Parafina, 13, e Augusto Martins, de Santos, ficaram com o vice-campeonato. As ondas foram registradas há algumas semanas, durante passagem da dupla por Santa Catarina.

Já os capixabas Maya e Gilson ficaram com o terceiro lugar. Os organizadores afirmam que a dupla poderia ter conseguido um melhor resultado se tivessem mais duas ondas consistentes para análise, já que a primeira apresentação arrancou a única nota 10 do evento. O segundo e o terceiro lugares foram premiados com R$ 1.000 cada um.

Sucesso no exterior, a prática do Surf Dog ainda engatinha no Brasil. “Ainda não temos um número expressivo de praticantes. Esse campeonato serviu para promover e desenvolver a categoria no país, para que nas próximas edições tenhamos mais participantes” afirma Tullio Tamburini, idealizador e organizador da prova.

Segundo ele, o objetivo era também chamar a atenção para a causa animal. “Queremos ser um alento para  os protetores e cuidadores dos animais, que com muito amor dedicam suas vidas no acolhimento e cuidados com os bichinhos. Quando possível, buscamos ajudar no suporte financeiro e até jurídico quando necessário, nos casos que envolvem resgates.”

RESULTADOS

Categoria Duplas
1º- Bono/Ivan (RJ)
2°- Parafna/Augusto (SP)
3°- Maya/Gilson (ES)
4°- Areia/ Kaylane (SP)

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido !!