Hospitais veterinários públicos atenderão apenas casos urgentes na fase vermelha em São Paulo

Os três hospitais veterinários públicos da cidade de São Paulo atenderão apenas casos de urgência e emergência durante a fase vermelha, que começa à 0h de sábado (6) e vai até o dia 19 de março.

Segundo a prefeitura, não haverá distribuição de senhas para outros atendimentos durante esse período mais restritivo contra o coronavírus. Cirurgias eletivas também ficarão suspensas.

A triagem para atendimentos de urgência ocorrerá de segunda a sexta, a partir das 6h30.

Apenas uma pessoa deverá ter entrada autorizada para acompanhar o animal. Além disso, os cuidados individuais para evitar a contaminação pelo coronavírus devem ser mantidas –como uso de máscara e evitar aglomerações. A recomendação é que pessoas do grupo de risco fiquem em casa.

A administração municipal estabelece que os casos urgentes são aqueles entendidos como uma situação clínica ou cirúrgica, sem risco de morte iminente, mas que pode evoluir para um quadro mais grave se não tratada, como tumores com feridas e secreção na região genital, no caso de fêmeas. Já os casos de emergência são aqueles que implicam risco imediato de morte e exigem tratamento nos primeiros momentos após sua constatação, como atropelamento, hemorragia, convulsão, perda de consciência, falta de ar.

As unidades na capital paulista ficam nos seguintes endereços:
– Hospital Veterinário da Zona Norte – av. General Ataliba Leonel, 3.194, Parada Inglesa
– Hospital Veterinário da Zona Leste – av. Salim Farah Maluf, esquina com rua Ulisses Cruz, lado par, Tatuapé
– Hospital Veterinário da Zona Sul – rua Agostino Togneri, 153, Jurubatuba

A unidade da zona sul é a mais recente e foi inaugurada em agosto do ano passado. Essa foi a sétima parceria da Anclivepa-SP com prefeituras no país e a sexta no estado. Além da capital paulista, os locais atendidos pela iniciativa são Mogi das Cruzes e Osasco, além do Distrito Federal.

As três unidades na capital paulista servem exclusivamente moradores da cidade e priorizam pessoas de baixa renda. Oferecem consultas, cirurgias, exames e internação, em diferentes especialidades. O responsável pelo animal deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência no município de São Paulo em seu nome.

*

Siga o Bom Pra Cachorro no Facebook, no Instagram ou no Twitter.

Quer ver a história do seu pet publicada ou quer sugerir reportagem? Mande para bompracachorroblog@gmail.com  ou marque no Instagram

 

//platform.twitter.com/widgets.jshttps://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Deixe uma resposta

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies
error: O conteúdo está protegido !!