Primeira vacina oral para cães chega ao Brasil; saiba como funciona

Vacina em gotinha não é mais privilégio só de crianças. Agora, cães no Brasil também poderão ser imunizados por via oral contra gripe.

A Vanguard B Oral protege contra a doença respiratória infecciosa canina –também chamada de traqueobronquite infecciosa canina, gripe ou tosse dos canis–, enfermidade altamente contagiosa. Esse imunizante já é comercializado na Europa e nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira (4), a Zoetis fez o lançamento no país, em evento para médicos veterinários. Segundo a empresa, o produto deve chegar ao mercado a partir da semana que vem.

Existem vacinas contra a infecção em outras duas formas: injetável e intranasal. A novidade vem para aumentar o portfólio, dar oportunidade de escolha ao tutor e mostrar a importância da imunização para conter doenças, afirma Emilene Prudente, medica veterinária e coordenadora técnica de animal de companhia da farmacêutica.

Segundo ela, a taxa de vacinação de animais é baixa no Brasil, e a imunidade de grupo –tão falada em tempos de coronavírus– também vale para pets. Ou seja, quanto mais bichos vacinados, menos a doença circula.

Colocar imunizantes para pets no mercado segue procedimentos semelhantes aos destinados a humanos. São feitos estudos, testes de eficácia e de segurança.

A nova vacina tem o mesmo nome no país e no exterior. A Vanguard B Oral é indicada para cães a partir de oito semanas e, como diferencial, tem aplicação única –a injetável pede duas doses na primovacinação. O reforço deve ser anual, assim como imunizantes contra outras doenças.

Emilene lembra que caberá ao veterinário fazer o exame clínico e avaliar o momento correto para a vacinação, já que, para isso, o animal precisa estar saudável.

Sem agulha ou dor, a Zoetis aposta na percepção positiva do tutor e na facilidade da aplicação para o sucesso do lançamento. É o veterinário, porém, que deve sugerir ao tutor qual o melhor formato de aplicação, levando em consideração, por exemplo, o temperamento do animal. 

 TOSSE DOS CANIS 

Tosse seca, persistente, como se o cachorro estivesse engasgado. Esse é um dos sintomas da doença respiratória infecciosa canina.

A chamada gripe ou tosse dos canis é doença que se espalha com facilidade. Seu contágio se dá pelo ar ou por contato direto com animais infectados —por meio de secreções e aerossóis respiratórios, e até vasilhas e brinquedos compartilhados podem ficar contaminados.

Animais de qualquer raça ou idade podem contrair a gripe. O risco é maior para aqueles que convivem com outros cães em parques ou creches, devido à facilidade de contágio.

Outros sintomas são febre, falta de apetite, prostração. 

De acordo com Emilene, é doença que parece simples de tratar, mas o animal pode ter complicações, como uma infecção secundária e até pneumonia. “Por isso é importante prevenir”, diz.

(Imagem: Divulgação)

*

Siga o Bom Pra Cachorro no Facebook, no Instagram ou no Twitter.

Quer ver a história do seu pet publicada ou quer sugerir reportagem? Mande para bompracachorroblog@gmail.com  ou marque no Instagram

//platform.twitter.com/widgets.jshttps://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido !!