Secreção, poeira e alergia podem causar espirro reverso em cães; saiba como agir

O cachorro começa a tossir, arregala os olhos, parece engasgado e apresenta certa dificuldade para respirar. A cena assusta tutores, mas o espirro reverso é um problema comum, que atinge principalmente cães braquiocefálicos.

A recomendação é manter a calma. Apesar dos sintomas, não é grave na maioria dos casos.

A médica veterinária Sandra Rosado, que integra a equipe da Dra.Mei, rede de clínicas do Grupo Brasil Pet, diz que o acúmulo de secreção, poeira e alergias são fatores que podem levar a esse tipo de espirro. Ela reforça que visitas regulares ao veterinário são importantes para o diagnóstico e tratamento adequados.

O que é o espirro reverso? O espirro reverso é uma defesa do organismo, exatamente igual ao espirro convencional, onde o pulmão expele ar para fora do organismo, no intuito de desobstruir as vias respiratórias, seja por irritação das vias ou até pela presença de um corpo estranho. Acontece que no espirro reverso, ao invés de expelir o ar para fora, o organismo joga o ar para a cavidade nasal.

O que provoca o espirro reverso? O espirro reverso é causado por um fator obstrutivo respiratório.  Em muitos casos, o acúmulo de secreção, poeira e alergias em geral são fatores que acabam ocasionando este tipo de espirro.

Como identificar o problema? Se o tutor perceber que o animal começou a tossir, emitir sons de engasgo, arregalar os olhos e apresentar certa dificuldade respiratória, pode ser que ele esteja enfrentando uma crise de espirro reverso. Outros sintomas são cotovelos afastados, pescoço esticado, cabeça abaixada, respiração acelerada.

É grave? Não é grave. Porém, se o animal apresentar mais sintomas, como vômitos e desmaios, o veterinário deverá ser consultado.

Há prevenção? Não existe prevenção para o espirro reverso, mas se a causas forem eliminadas, existe uma boa chance do animal não desenvolver mais. Por exemplo, cães alérgicos a produto de limpeza com odor forte, é indicado a troca por um outro produto que contenha odor mais suave.

Quanto tempo costuma durar a crise? As crises normalmente são curtas e não ultrapassam de 1 a 2 minutos.

Como o tutor deve agir? O ideal é que o tutor tenha calma, massageie a traqueia do animal e tape as narinas por um curto período, pois assim o animal irá deglutir e o problema será solucionado.

É mais comum em alguma faixa etária? Normalmente, os animais apresentam essas manifestações ainda filhotes.

Há alguma raça com predisposição? Esse tipo de espirro pode ocorrer em qualquer raça, mas principalmente em cães braquiocefálicos como pug, shitzu, lhasa apso, buldogue francês e inglês.

Como distingir espirro reverso, engasgo e colapso de traqueia? O espirro reverso é uma defesa do organismo, já o colapso de traqueia é algo que precisa de intervenção médica, pois em alguns casos o animal pode apresentar desmaios.

*

Siga o Bom Pra Cachorro no Facebook, no Instagram ou no Twitter.

Quer ver a história do seu pet publicada ou quer sugerir reportagem? Mande para bompracachorroblog@gmail.com  ou marque no Instagram

//platform.twitter.com/widgets.jshttps://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Deixe uma resposta

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies
error: O conteúdo está protegido !!