veja dicas e cuidados para torcer com o pet |

 

A 30 dias de começar a Copa do Mundo é hora de pensar nas comemorações com o seu pet, mas também com os cuidados com ele nesse período para que a celebração não vire dor de cabeça. Fugas e acidentes, como quedas e atropelamentos, costumam ser frequentes nesses períodos.

Comprar a camisa da seleção, enfeitar a rua e até colorir o rosto e cabelos de verde e amarelo fazem parte das manifestações de torcidas da Copa do Mundo, principalmente em dias de partidas da seleção brasileira. E os pets também podem entrar no clima com itens que vão desde roupas e bandanas, com as cores do Brasil, até produtos para tingimento dos pelos dos nossos melhores amigos.

O esteticista William Galharde dá algumas dicas para enfeitar o animal, sem exageros. Segundo ele, mechas coloridas, fantasias, laços e adesivos de fácil aplicação vão estar em alta e podem ser usados em conjunto, mas é preciso que o dono veja se o pet está confortável. “As roupinhas costumam ser uma boa alternativa para colocar os pets no clima. É possível encontrar peças interessantes por volta de R$ 30, no estilo capa, que prendem apenas na parte da frente. Estas costumam não irritar o animal de estimação ou embolar o pelo”, afirma.

O conjunto deve ser harmonioso e todos devem pensar no bicho, pois alguns não se estressam com adereços, roupas e apliques, já outros, nem sequer suportam o uso de um laço. A grande maioria dos produtos encontrados nos mercados é em verde e amarelo, mas é possível achar azul – que deve ser a segunda “camisa” do nosso companheiro. Para os pets de pelo longo é possível abusar das mechas coloridas e acessórios que fiquem presos aos pelos. A criatividade fica por conta do profissional e do gosto do tutor.

Vale lembrar que é preciso utilizar em seu pet só produtos veterinários, que são especialmente desenvolvidos para o pH da pele do animal. Nunca use produtos humanos. Além disso, no caso de tingimento, todos os procedimentos devem ser realizados por um profissional habilitado. Os produtos podem provocar irritações, alergias e feridas.

Perigos das comemorações
Rojões, fogos de artifício, gritos e apitos incomodam muito os animais, já que eles têm uma capacidade auditiva quatro vezes maior do que a do homem. Ou seja, um ruído que não traz incômodo nenhum para o homem pode ser ensurdecedor para o cão. O barulhão pode assustar o pet que, na tentativa de se esconder, foge e pode ser atropelado. Além disso, o medo excessivo pode causar convulsões e até a morte em cães com problemas cardíacos.

Confira algumas dicas para manter o seu animal mais calmo:

1 – Converse com o seu veterinário para verificar a possibilidade de indicar um floral ou medicamento para deixar o seu pet mais calmo durante os jogos;

2 – Quando houver barulho de fogos, dê algum petisco para que ele associe os sons a algo que ele goste;

3 – Condicione seu pet aos barulhos de fogos colocando vídeos de fogos de artifícios algumas vezes ao dia antes de começar a Copa. O ideal é que se faça com pelo menos um mês de antecedência. Se possível, condicione a algo que ele goste;

4 – Durante os jogos, tente abafar o som, colocando o pet em um lugar mais fechado e com música no ambiente;

5 – Deixe-o à vontade para se esconder, caso queira. Não tente forçar a situação para que ele não morda ninguém ou tente escapar, o que pode ser muito pior.

 

 

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido !!