Projeto da Vivo para incentivar adoção de pets inclui novas ONGs e chega ao ES

Desde que foi criado, em abril, projeto da Vivo para incentivar a adoção de animais já registrou interesse de mais de 10 mil pessoas. Agora em expansão, o Vivo Pets pode ajudar mais peludos a encontrarem um lar.

O movimento, antes restrito às regiões metropolitanas de São Paulo, Rio e Belo Horizonte, passa a incluir o Espírito Santo. E mais 21 ONGs se juntam à ação, somando mais de 50 parceiras.

Segundo a empresa, entre as novas instituições estão Aconchego Animal, Gapa Itaipava, Arca de Noé Bueno Brandão, Catsville, Anjos dos Bichos, Barthô Proteção Animal e Cão Sem Dono. No Espírito Santo, há instituições como Aumigos de Livros, Amizade é um Luxo e Ong Pra Mia.

A ponte entre os clientes interessados em levar um animal para casa e as ONGs é feita meio da plataforma de relacionamento da empresa, Vivo Valoriza. Ao acessar a aba do programa pelo app, o interessado pode consultar as instituições cadastradas e iniciar o processo de adoção de maneira virtual.

ONGs também podem se inscrever para participar da iniciativa.

(Divulgação)

Com o movimento Vivo Pets, a empresa passou a conceder a licença PETernidade a seus colaboradores. São dois dias de folga para quem adotar um cachorro ou gato se dedicar à adaptação do pet em  casa.

Para ter direito, os colaboradores devem  apresentar documentos que comprovam a adoção.

Muito Obrigato Por Votar

Deixe uma resposta

error: O conteúdo está protegido !!